Símbolos

A bandeira de Ielmo Marinho, juntamente com o brasão e o hino constituem os símbolos do município. Em 27 de abril de 1971, o vereador em exercício, Severino Francisco da Silva, criou na sala de sessões da Câmara Municipal o Projeto de Lei n° 005/1971, a Bandeira do município.

Primeira bandeira de Ielmo Marinho

A bandeira mostra as riquezas de Ielmo Marinho, a mesma é toda na cor azul, simbolizando o céu, contém em seu centro um escudo na cor branca, em que há dois pés de milho e algodão, representando os principais produtos agrícolas do município. Abaixo desses desenhos, a bandeira tem ainda duas faixas, introduzindo os rios existentes no município, Potengi e Camaragibe. A bandeira, como símbolo ielmomarinhense, também simboliza o trabalho do agricultor, homem do campo.

Bandeira atual de Ielmo Marinho

A bandeira atual do município (ver figura 36), assim como o brasão foram oficializados através da Lei Municipal nº 295, de 17 de dezembro de 2007, na gestão do ex-prefeito Germano Patriota (PMDB). Observa-se, na figura 36, que a bandeira explora vários símbolos que representam a identidade local. As partes em azul, verde e amarelo caracterizam o território, sua geografia, clima, belezas naturais, a hidrografia: o rio Potengi e o rio Camaragibe, as terras férteis e produtivas. A bandeira ainda busca representar a pecuária, as indústrias extrativistas da cana-de-açúcar e o cultivo do abacaxi que são, atualmente, as duas maiores atividades econômicas do município. Do lado esquerdo do brasão um galho de algodão é envolvido em toda sua extensão. O algodão (ouro branco) foi um símbolo histórico da economia agrícola de Ielmo Marinho, no passado. A direita está apresentada a cana-de-açúcar, produto dominante no cenário econômico atual do município.

Hino Municipal de Ielmo Marinho

Autor: Nilberto Cavalcante

Entre as glebas do solo sagrado
Desta terra feliz de poti
Salve Ielmo Marinho banhado
Pelas águas do azul Potengi
(bis)

O teu solo é uma benção divina
De onde brota o trabalho do povo
Que o futuro de amor se destina
De um Brasil audaz, sempre novo

Vem da pesca, da espiga, a riqueza
Que abençoa o teu bravo torrão
Que se veste de paz e beleza
Na brancura do nosso algodão

Salve! salve! o teu nome tão forte
Que é o espelho do nosso valor
De um feliz Rio Grande do Norte
Triunfante em trabalho e amor

A decisão de escolher o nome Ielmo Marinho, vem a ser uma homenagem a um ilustre filho da terra, muito querido na localidade, que durante muitos anos dedicou-se á comunidade. O nome do município foi proposto pelo deputado Manoel Gurgel, em homenagem a um jovem líder desaparecido aos 25 anos. Sofrendo de doença incurável, desde os 8 anos, Ielmo Marinho de Queiroz, percorria a cavalo o território, desenvolvendo invejável campanha no plano assistencial.

Música: Ielmo Marinho Deus projetou o teu destino

Esse vídeo deu origem a publicização da primeira música dedicada ao município de Ielmo Marinho. A música foi baseada em obras de Gustavo Fernandes, com letra e música de Cleber Ribeiro, e surgiu dentro do contexto da campanha “Ser ielmomarinhense é ter identidade”.

A letra da música apresenta um cenário carregado de elementos identitários do município e percepções sobre o espaço geográfico, atribuindo sentido as práticas sociais. Das raízes de Poço Limpo a Ielmo Marinho: representações identitárias do ielmomarinhense a partir dos discursos midiáticos presentes no YouTube 248

Por meio dessa arte, conforme aponta Hall (2011) podem ser criadas novas linguagens, novas formas de identidade cultural.

Fonte: Das raízes de Poço Limpo a Ielmo Marinho: representações identitárias do ielmomarinhense a partir dos discursos midiáticos presentes no YouTube; Gustavo dos Santos Fernandes